domingo, 6 de abril de 2008

1000 dias depois...

passam-se horas, dias, meses, anos.. e nada acontece.
ao contrário, tudo acontece.
só que o tempo é tão sorrateiro que nem se percebe.

percebe-se é que, quando se olha no espelho, marcas aparecem.
e quando isso é percebido, não é tão legal.

tudo fica vazio de repente.

o de repente demora a passar.

buenos.

pulei. pulei.

Nenhum comentário: