terça-feira, 22 de março de 2011

me abrigo da luz para me esconder do dia,
do sol, do meu pavor.

pavor da vida, da morte, de mim mesma.
pavor de tudo.

amo a noite, o frio, o escuro.
não por ser mais fácil se esconder,
mas sim, porque neste momento,
consigo me ver por inteira.
viver sem medo.
sem desaparacer.

vejo o tempo.
sinto o vento.
vivo os sonhos.

2 comentários:

Bebeto disse...

Uow!!!!!!!
Vampiro?!?!?
hehehehe

Isabella Santos disse...

hahahaha.. nem pensei nisso, mas...