quarta-feira, 1 de junho de 2011

...e se ainda existisse a verdade?
partes de mim seriam desfeitas
recriadas de maneiras inimagináveis.
contaria os passos
as pedras no chão.
veria minha sombra
e a seguiria até o fim.
viveria em mim.
correria do mal
seria irreal.
minha vida infrutífera
pote vazio.
agridoce.
e se a mentira vencesse?
acabaria a festa.
pararia o mundo.
acabariam as fantasias
a realidade venceria
crua
só ela é assim
irreal.
paradoxo.
mas tudo continuaria no lugar.
o cinza, o verde, o preto.
partículas de um mundo em construção.
não falo do planeta.
falo de mim.
de minha cabeça.
onde se encontram todas as verdades.
mesmo as erradas.

Nenhum comentário: