quinta-feira, 9 de junho de 2011

somos o vazio de nós mesmos
somos nossas mentiras contadas
as verdades não ditas
somos nossas sombras no ontem
nossos sonhos no amanhã
somos a dor que sentimos
o medo que buscamos
somos o coração vazio
o amor sem dono
o puro egoísmo
somos o pulso sangrando
buscando graças
somos o vento no rosto
a grama verde
o instante feliz
somos a palavra lançada
a lágrima escorrida
somos tristeza e dor
somos cheios de nós
vazios de deus
de honestidade
de caridade
de bondade
somos vazios de fé
somos vazios de vida
somos o vazio de nós mesmos.

Nenhum comentário: