terça-feira, 16 de agosto de 2011

cada um tem o seu papel.
o meu não está mais em branco.
mas tem um grande espaço, que eu não sei como preencher.
a cada dia. a cada lembrança. a cada pensamento.
uma linha é escrita.
jamais apagada.
folhas em branco sempre vão existir.
é por isso que existem as palavras.
para que histórias sejam escritas.
e momentos sejam vividos.
e uma trufa de limão seja saboreada.
e uma fornada quentinha de pão de queijo seja devorada.
nada precisa fazer sentido para fazer parte de você.
muito menos o que for escrito em sua folha em branco.

Nenhum comentário: