segunda-feira, 19 de março de 2012

"quisera eu, um dia, escrever sobre o amor, algo que inevitavelmente sentirei um dia e sofrerei imensamente sem saber o motivo.
como pode assim, um sentimento tão terno, causar tanta desordem, cometer tantos abusos, deixar um profundo vazio, da ausência de quem ama.
mas apesar do sofrimento, este sentimento é buscado, procurado, sentido, tentado.
um dia saberei o segredo de todo este ardor."



do outro eu

Nenhum comentário: