sexta-feira, 27 de abril de 2012

de tudo que podemos prever. 
de tudo que podemos esperar. 
de todas as apostas, a morte é o único acerto.

Nenhum comentário: