terça-feira, 12 de junho de 2012

morrer de amor e perceber, lá de cima, que o amado está curando sua perda, rapidamente, com  outros amores, que não morrem.

Nenhum comentário: