domingo, 17 de junho de 2012

quando olhei, assustei-me.
me abaixei, não acreditei no que vi.
levante-me e olhei novamente. tudo igual.
todo aquele quiprocó no início foi atoa.
toda a conversa, jogada ao vento.
palavras desperdiçadas, perdidas em páginas amarelas.
que faltam, em páginas em branco. vidas em branco.
sentei-me e observei. o final ainda não chegou.

Nenhum comentário: