domingo, 2 de setembro de 2012

vejo livros vazios, páginas em branco.
ouço músicas sem nota, o barulho do silêncio.
linhas tortas, por ruas certas.
flores vermelhas, no mármore azul.
cada palavra em seu lugar.
me fazem perguntas que não quero responder.
o tempo está passando.
em breve tudo se transformará em verdade.
minha outra vida.
meu novo fim.
o começo.

Nenhum comentário: